Sobre a pesquisa

A pandemia pelo coronavírus Sars-Cov-2 (COVID-19) levou diversos países a adotar medidas de distanciamento e isolamento social na tentativa de diminuir a disseminação da doença. Estas medidas podem gerar reações de estresse em todos, causando sofrimento e muitas vezes levando a problemas emocionais e comportamentais, inclusive nas crianças e adolescentes. Algumas crianças e adolescentes podem até mesmo ter reações positivas. Leia mais sobre os possíveis efeitos da pandemia sobre a saúde mental de crianças e adolescentes aqui.

Este projeto tem como objetivos caracterizar emoções e comportamentos das crianças e adolescentes brasileiras no contexto da pandemia COVID-19.

O projeto foi avaliado e aprovado pela Comissão de Ética para Análise de Projetos de Pesquisa (CAPPesq-HCFMUSP) - parecer número 3.972.530 e pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) - parecer número 4.053.282.

Como isso será feito?

Vamos monitorar emoções e comportamentos das crianças e adolescentes ao longo de 12 meses, assim como situações que aumentam o risco ou protegem, a partir de questões respondidas pelos pais. O preenchimento do questionário (clique aqui) inicial dura cerca de 20 minutos e dos seguintes, cerca de 5 minutos. As crianças também serão convidadas a participar de um jogo via internet que avalia a flexibilidade do seu pensamento.

Por que devo participar?

Diversos países estão realizando pesquisas para entender o impacto psicológico da pandemia na população. Veja a lista de estudos pelo mundo aqui.

É fundamental que tenhamos dados sobre as crianças e adolescentes brasileiras para entender quais as suas necessidades, planejar intervenções, notificar o governo e escolas de modo a auxiliar na criação de políticas públicas, e também contribuir para a informação de pais.

Além disso, se identificarmos que a criança ou adolescente apresenta algum quadro grave, você será imediatamente notificado e será oferecido atendimento no Serviço de Psiquiatria da Infância e Adolescência do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas.

Como serão divulgados os dados?

Após iniciar sua participação e preencher os dados, você receberá por e-mail informações sobre como estão os comportamentos do seu filho(a) comparados aos padrões na população. Os dados do seu filho(a) estarão disponíveis apenas para você.

Os dados do grupo de crianças e adolescentes que respondeu a pesquisa serão divulgados amplamente. Não serão divulgados dados individuais e jamais o seu filho(a) será identificado.

A sua participação no estudo é voluntária, concordando em responder formulários online sobre o seu filho(a) a cada 15 dias durante o período de confinamento domiciliar e após, mensalmente até 1 ano. Você poderá deixar de participar do estudo a qualquer momento.

Se você tem filhos entre 5 e 17 anos de idade e gostaria de participar, clique em Participar e acesse as perguntas da pesquisa.

 

Monitoramento da saúde mental de crianças e adolescentes frente à pandemia COVID-19

 
 

Alguma dúvida?

Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas - FMUSP

Rua Dr. Ovídio Pires de Campos, 785 - Cerqueira César, São Paulo - SP, 05403-010

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

Guilherme Polanczyk, coordenador do estudo Jovens na Pandemia gravou uma mensagem para você! 😉

Este projeto tem como objetivos caracterizar emoções e comportamentos das crianças e adolescentes brasileiras no contexto da pandemia COVID-19. Após iniciar sua participação e preencher os dados,você receberá por e-mail informações sobre como estão os comportamentos do seu filho(a) comparados aos padrões na população. Os dados do seu filho(a) estarão disponíveis apenas para você. 😊

©2020 por Jovens na Pandemia